A empresa pode proibir o trabalhador de se filiar ao seu sindicato?

postado em: Notícias | 0

A questão sobre a possibilidade de a empresa proibir o trabalhador de se filiar ao sindicato é uma preocupação legítima que deve ser abordada com seriedade. É importante compreender que a empresa não tem o direito de proibir que seus funcionários se filiem a um sindicato, e há razões sólidas para isso.

A Convenção 98 da Organização Internacional do Trabalho (OIT), a qual o Brasil ratificou, é um instrumento importante que visa proteger o direito à sindicalização e à negociação coletiva. Entre as disposições dessa convenção está a proibição de atos que possam impedir ou dificultar o acesso aos sindicatos por parte dos trabalhadores. Isso inclui a proibição de a empresa interferir no processo de sindicalização ou adotar atitudes antisindicais.

Atitudes antisindicais podem incluir ameaças, demissões injustificadas, represálias, intimidação ou qualquer ação que vise coibir a filiação dos trabalhadores a um sindicato ou prejudicar as atividades sindicais. Tais comportamentos são não apenas antiéticos, mas também ilegais, e podem resultar em sanções legais para a empresa.

Conheça seus direitos: Esteja ciente de que você tem o direito legal de se filiar a um sindicato, e a empresa não pode proibir ou interferir nesse processo.

Informe o sindicato: Entre em contato com o sindicato e relate caso situações assim ocorram.

Denuncie às autoridades competentes: Se a empresa continuar a violar seus direitos, você pode denunciar a situação ao Ministério Público do Trabalho (MPT) ou ao órgão governamental responsável pela fiscalização do trabalho.

É fundamental estar ciente de seus direitos, documentar quaisquer atitudes antisindicais e buscar apoio adequado para garantir que seus direitos sejam respeitados.

Fonte: Tribunal Superior do Trabalho

#noticia #informacao #parana #sindicato #sintercpr #duvidas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

11 + 16 =