Outubro Rosa e os direitos do trabalhador

postado em: Notícias | 0

No mês de outubro, surge o Outubro Rosa, uma iniciativa que nos toca profundamente. Essa campanha vital tem um propósito claro: chamar nossa atenção para o diagnóstico precoce do câncer de mama. É um chamado à ação para toda a sociedade.

No Brasil, as estatísticas são impactantes: estima-se que em 2023, teremos 73.610 novos casos de câncer de mama. O risco é real, com cerca de 66,54 casos a cada 100 mil mulheres.

Mas há uma luz de esperança. Com avanços nas técnicas de tratamento, a chance de cura em diagnósticos precoces é de aproximadamente 95%.

Direitos das mulheres com Câncer de mama
Auxílio-doença: Mulheres impossibilitadas de trabalhar temporariamente podem requerer este auxílio, mesmo sem 12 meses de contribuição, desde que sejam seguradas (esteja em dia com as contribuições).

Aposentadoria por invalidez: Se a incapacidade total e permanente for comprovada, o benefício é concedido, independentemente das contribuições, desde que se esteja na qualidade de segurada.

Saque do FGTS e PIS: Mulheres com diagnóstico comprovado podem ter acesso a esses recursos, apresentando a documentação necessária.

É fundamental destacar que para acessar esses benefícios, a paciente precisa passar por uma perícia no INSS.

O Sistema Único de Saúde também desempenha um papel importante no auxílio às mulheres com câncer através de alguns suportes, como:

Medicamentos de alto custo: O tratamento de câncer demanda esses medicamentos, que são disponibilizados gratuitamente com a documentação adequada.
Cirurgia reconstrutiva mamária: Uma luz de esperança para as pacientes que passaram por mastectomia, com direito a esse procedimento pelo SUS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 × um =