Ministério de Minas e Energia descarta horário de verão em 2023

postado em: Notícias | 0

O Ministério de Minas e Energia (MME) anunciou que não será necessário implementar o Horário de Verão em 2023. A pasta justificou sua decisão com base em um planejamento seguro que foi implantado desde os primeiros meses do atual governo, afirmando que os dados disponíveis até o momento não apontam para a necessidade de adotar essa medida.

De acordo com informações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), os níveis de Energia Armazenada nos reservatórios devem permanecer acima de 70% em setembro nas regiões Sul, Norte, Sudeste e Centro-Oeste, indicando estabilidade no sistema elétrico. O ONS também ressaltou que o período tipicamente seco está se encerrando.

O Horário de Verão, que foi criado em 1931, foi oficialmente eliminado pelo governo federal em 2019. Essa decisão foi tomada com base em estudos que apontaram a eficácia limitada da medida em economizar energia. Além disso, o governo considerou estudos na área de saúde que destacaram os impactos negativos na saúde das pessoas devido às mudanças no relógio biológico causadas pelo horário de verão.

Originalmente, o objetivo do horário de verão era reduzir o consumo de energia elétrica durante o horário de pico, que costumava ocorrer em torno das 18h, aproveitando melhor a luz natural para economizar energia. No entanto, nos últimos anos, o Ministério de Minas e Energia observou mudanças nos padrões de consumo de energia, com maior demanda no período da tarde, principalmente devido ao aumento do uso de aparelhos de ar condicionado. Essas mudanças levaram à conclusão de que o horário de verão não era mais necessário para alcançar economia de energia.

 

Fonte: Vermelho.org

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + 4 =