Desenrola chega a R$ 5,4 bilhões em renegociações e limpa 4,8 milhões de nomes em três semanas

postado em: Notícias | 0

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) divulgou nesta segunda-feira (7) um novo balanço do programa de renegociação de dívidas Desenrola Brasil, que teve início no último dia 17.

Segundo a entidade, o programa do governo federal fez os bancos renegociarem R$ 5,4 bilhões em 905 mil contratos de dívida e retirarem a negativação de 4,8 milhões de devedores até R$ 100 em três semanas.

O programa “Desenrola Brasil’ é uma promessa de campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Ele foi criado para promover um mutirão de renegociação de dívidas de pessoas físicas. A ideia central é tirar pessoas da lista de negativados e retomar o potencial de consumo da população.

O levantamento leva em conta as renegociações da faixa 2 do programa, que focam em resolver as dívidas de pessoas físicas com dívidas financeiras negativadas até 31 de dezembro de 2022, e renda de até R$ 20 mil.

Além disso, foi promovida a desnegativação das dívidas de até R$ 100, que é uma contrapartida à participação dos bancos no programa. Isso significa que, se o devedor não tinha outros débitos pendentes, ficou com o “nome limpo” nos sistemas de proteção ao crédito.

Inicialmente, o Ministério da Fazenda projetava que 1,5 milhão de pessoas poderiam ser contempladas por essa medida, mas a meta foi ultrapassada logo na primeira semana do Desenrola.

A desnegativação não significa um perdão. O débito seguirá existindo, mas os bancos se comprometem a não incluir os devedores no cadastro negativo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × 5 =