SINTERC participa do seminário da CUT contra agenda neoliberal do governo Temer

postado em: Notícias | 0

Líderes sindicais, trabalhadores, e diversos outros representantes da sociedade participaram, no dia 9 de julho, do seminário organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e CUT  – Regional Norte Central, com o tema “A Concepção de Estado no Governo do Vice-Presidente Temer e Seus Reflexos na Soberania Nacional e nos Direitos Trabalhistas e Socias da Classe Trabalhadora”. O evento foi realizado no Sindicato dos Bancários de Londrina (SEEB), em parceria e coordenação da Frente Brasil. O SINTERC, membro atuante na CUT, esteve representado, desta vez pela diretora tesoureira, Eliane Nascimento, que é uma das formadoras da CUT na região e no segmento em que atua.

 

O objetivo do seminário foi chamar a atenção dos (as) trabalhadores (as) para as perdas que estão sendo impostas pela agenda neoliberal, instalada pelo golpe de estado em curso. “O Seminário foi bastante proveitoso, e trouxe um debate esclarecedor sobre a proposta do governo Temer chamada Ponte para o Futuro, elencando as perdas que estão sendo colocadas aos trabalhadores através dessa agenda neoliberal. Em contrapartida, a Frente Brasil mostrou a força da militância em defender os direitos e aspirações do povo brasileiro, em especial da classe trabalhadora”, salientou a diretora, Eliane.

 

O professor, economista, mestre em Economia e Doutorando em Serviço Social e Política Social, Antonio Pereira da Silva,  é dirigente do SEEB Apucarana e iniciou os trabalhos expondo como o Projeto Ponte para o Futuro pode trazer sérias consequências para a soberania nacional. “O Ponte para o Futuro, do PMDB, fala em reforma trabalhista, mas o que eles querem é acabar com a CLT. Quando o assunto é reforma tributária, a ideia deles é reduzir ainda mais os impostos dos ricos, mantendo essa concentração de renda no País. Não se fala em taxação das grandes fortunas, letra morta na Constituição Federal, que ate o momento não foi regulamentada. Isso são estratégias políticas, inclusive com a ideia de fomentar o crescimento econômico com o chicote nas costas dos (as) trabalhadores (as). Por isso a classe empresarial está tão satisfeita”, relatou Antonio, durante sua apresentação.

 

Logo na sequência, outros temas significativos foram colocados em pauta por diversos palestrantes. Destaque para  a exposição do Dr. Carlos Roberto Scalassara, mestre em Direito, Estado e Cidadania e assessor jurídico do SEEB Londrina, que explanou sobre o governo do vice-presidente Temer e sua proposta de reforma trabalhista. Outras mesas debateram assuntos como os prejuízos nas políticas públicas com Temer no poder, o ataque aos direitos trabalhistas e previdenciários dos trabalhadores, reflexos e impactos negativos no mercado financeiro e, por fim, qual é o papel do movimento sindical e demais movimentos sociais contra o golpe do “impeachment”. A organização preve também seminários em Curitiba, no dia 16 de julho, e Toledo, no dia 23, com o mesmo objetivo. Para mais informações, acesso o site www.cut.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 − um =